quinta-feira, 5 de março de 2009

"Ups! Fizemos asneira"



Na comemoração do seu 19º aniversário o jornal Público faz um artigo no suplemento P2 que se intitula “Um jornal sem grolhas e dsparates é como um jardim sem flores”, no qual faz uma retrospectiva dos erros e gralhas que foram cometidos ao longo desses dezanove anos de existência.
Desde barcos que voam, bombista suicida ressuscitado, passando por grandes ciclistas que nunca ninguém ouviu falar até um primeiro-ministro chamado Papel, encontra-se de tudo, num texto de Luís Francisco.
Transcrevo algumas pérolas que complementam este artigo: “… no primeiro dia de uma maré negra nas Shetland, vários navios sobrevoaram o petroleiro Baer.”, “ O quarteto defensivo da Alemanha é constituído por três jogadores Beckenbauer e Schwarzenbeck.” Escreveram também que o novo provedor de Justiça, Nascimento Rodrigues, tinha “cinco filhos, duaas raparigas e dois rapazes”., “…os confrontos (no Kososvo) provocaram uma centena de feridos, entre os quais pelo menos 20 soldados franceses da Kfor, 63 polícias da UNMIK e 80 manifestantes”. É caso para dizer “Como diria António Guterres, basta fazer as contas.”, “Atentado suicida não provoca mortos”, “Paralimpicos já mexem”. Ler artigo
Este artigo está muito bem ilustrado por João fazenda.

Sem comentários:

Publicar um comentário